sábado, 2 de outubro de 2010

Itazura na Kiss.



   Anime Shoujo baseado no mangá homônimo não finalizado de Kaoru Tada que começou a ser serializado e publicado em 1991, por Shueisha através da Margaret Magazine, tornando-se logo uma grande sucesso fazendo a série ficar conhecida em todo o Japão. Infelizmente o mangá não possui final já que, a autora veio a falecer inesperadamente de hemorragia cerebral, devido a um acidente que teve em casa ao bater a cabeça em sua mesa de mármore (parece piada eu sei, mas é sério). 

   A série em mangá possui 23 volumes (sem final), publicados entre 1991 e 1999, já a série animada  segue a história original e nos brinda com um final inédito. A série é curta pois há uma passagem muito grande de tempo entre os personagens, eles começam a série com 16 e terminam em torno dos 20 e poucos 30 anos.
  
  A história gira em torno do amor não correspondido entre Aihara Kotoko e Irie Naoki que estudam no mesmo colégio, mas em classes diferentes, Kotoko é da classe F (dos alunos burros) e Naoki é da classe A (dos gênios). Ela se apaixonou por ele durante o discurso de boas-vindas que Naoki fez representando o colégio, aos alunos no primeiro ano do ensino médio e manteve essa paixão oculta até o terceiro ano quando finalmente decide se declarar e escreve uma carta de amor que Naoki recusa. 
  No mesmo dia a casa nova que o pai de Kotoko construiu é fraca demais e desaba por causa de um terremoto nível 2, e eles acabem indo morar na casa de um amigo enquanto ele arranja um lugar para morar. O que Kotoko não sabe é que esse amigo é o pai do Naoki, de modo que com o passar do tempo Kotoko faz de tudo para conquistar o coração de seu amado Irie-kun e muita confusão acontece, o que garante boas risadas.

    O anime é muito gracinha apesar do Irie não tratar a Kotoko muito bem... mas vale a pena conferir, a trilha sonora também é muito boa. Quem quiser comprovar é só clicar no link abaixo:



   

     
   
    
     
  


2 comentários:

Huna-ka disse...

Fica aqui registrado o pedido de um post que explique a fixação dessa galera do olhinho puxado em homens que se vestem de mulher. Urge encontrarmos um sentido cultural, sexual e artístico para a frequência com que essa temática é abordada. rsrs! Estarei no aguardo!

Marlene disse...

Fez-me desidratar de tantas lágrimas... lol